sexta-feira, 13 de julho de 2007

Dívida com Cartão de Crédito - Negociação

Não entendo nada de direito!Me ajudem pelo amor de Deus!Preciso de uma luz!!!!Procurei o Nudecon( que é uma bagunça- desencontro total de informações), pra entrar com uma ação revisória pois tenho uma dívida com uma adm. de cartão de crédito (paguei o mínimo por um tempão e mesmo não tendo feito compras minha dívida passou de R$ 2000,00 para R$ 5000,00-até agora), pois fiquei desempregada.Lá me informaram que não vale a pena entrar com a ação pois a dívida só vai crescer.
Eles estão me arrumando um acordo onde pagarei a dívida em parcelas, com juros de 7%.Nunca paguei tanto juros na minha vida, vejo claramente que houve capitalização de juros e já ouvi que tal procedimento é ilegal.Estou errada???
A minha dúvida é a seguinte: Pagando a dívida eu posso mesmo assim questionar o juros numa ação revisional?Vale a pena entrar com essa ação?O que tenho a perder?Devo aceitar esse acordo?Agradeço muuuuuiiito a atenção!!!Aguardo resposta.

Reclamante: Angela

2 comentários:

Eduardo disse...

Cara Angela!

Você não só deve fazer arevisão do contrato, assim como reclamar tudo que pagou a mais no longo dos meses pagando o minimo.

A disposição

Eduardo Amorim

Anônimo disse...

tildo disse:

baseado em experiencia propria e no que ocorre nos estados unidos onde ate as dividas são perdoadas se a pessoa provar que foi enganada, que cobraram juros abusivos...eles gastariam muito mais com empresas de cobrança e advogados...

os bancos estão cortando limites de cartão de credito, de cheque especial e cheque parcelado pois estão sem dinheiro e o indice de inadimplencia esta enorme...credicard, am. express, visa e todos os outros...

assim finque o pé para conseguir uma taxa baixa (uns 2,5% ao mes ou menos), escolha o dia em que quer pagar, faça carta protocolada e peça envio de boleto abatendo as parcelas ja pagas.

ainda asim os bancos ainda lucram, mnão pague juros de agiota, negocie com sabedoria e não permita ser explorado...não tem dinheiro? va para o Juizado os Juizes entendem a situação do cliente.